GRACIE PRO 2017

UMA COMPETIÇÃO FEITA POR ATLETAS, PARA ATLETAS

Casa dos Jogos Rio 2016, o Parque Olímpico, recebeu a primeira edição do Gracie Pro, evento de jiu-jítsu que trouxe de volta à Cidade Maravilhosa os "tempos áureos" da arte suave.

 

O objetivo do Gracie Pro é trazer inovação, organização e elevar o nível das competições para o esporte.

 

Com grandes nomes do esporte, além de outros atletas de alto nível do MMA, como, por exemplo, a peso-palha Jéssica Bate-Estaca, a luta que todos os presentes na Arena Carioca 1 aguardavam foi realizada entre Roger Gracie e Marcus Buchecha, únicos lutadores decacampeões mundiais.

O evento começou com o pé direito e trouxe uma emoção para torcer pelos melhores atletas do mundo e não parou por aí. Em 2018 estamos preparando a segunda edição.

Os bons tempos voltaram, assim pode ser resumido o  Gracie Pro.

SOBRE O EVENTO

A SUPER LUTA

Em duelo histórico realizado no Rio de Janeiro, durante o Gracie Pro Jiu-Jitsu, Roger Gracie e Marcus Buchecha pisaram no tatame e colocaram 20 títulos mundias na faixa-preta em rota de colisão.

Na disputa, Roger Gracie saiu vencedor após chegar nas costas e estrangular com a lapela. 

GRANDES DUELOS

Na decisão do peso-pena, após uma luta muito técnica, o casca-grossa Isaque Paiva, da Saikoo, derrotou Luciano Queiroz, da GFTeam, por 4 a 2. Já nos super-pesados, Rafael Bragança, da Equipe Gavazza, finalizou Irailson Gama, da Halavanca, com uma kimura.

Nos meio-pesados, Jeancemy Silva, da Jiu-Jitsu For Life, venceu a luta com uma mata-leão encaixado sobre Luis Felipe, da Gustavo Saraiva, e ficou com o ouro.

Na decisão dos plumas, a medalha dourada ficou com Luiz Eduardo, da Pitbull, na decisão dos árbitros, após a luta com Wallace Henrique, da Marcio Rodrigues, terminar empatada. Também por decisão, Marcos Junior, da GFTeam, superou Gidalsio Santana, do Instituto Reação.

Na decisão dos médios, Alexandre Cavalieri dominou o combate e ficou com o título após superar Jayan Castro por 4 a 0. Nos pesadíssimos, a fera do UFC Antônio Braga Neto, da Gordo Jiu-Jitsu, mostrou todo o valor do seu Jiu-Jitsu ao finalizar Antônio Assef, da GFTeam, com uma kimura. Tricampeão mundial na faixa-preta, Celsinho Venicius impôs o seu jogo e venceu Lucas Araújo por 9 a 0, um dia antes se completar 13 anos como faixa-preta.

Entre as mulheres, Jéssica Bate-Estaca, atleta do UFC, foi derrotada na final dos médios pela também faixa-marrom Maiara Angelica, da Luiz Paulo JJ. Já no meio-pesado, Jessica Swanson, da Soul Figthers, levou a melhor sobre Glacia Braga, da Gracie Barra, com uma kimura.

1/6

Propocionamos experiências únicas com nossos workshops para as crianças. Além da arrecadação de 500kgs em alimentos não perecíveis destinados as instituições cadastradas.

 

Nossos seminários foram um sucesso, levando a garotada ao delírio de vivenciar novos aprendizados e ter contato com as lendas do esporte.

PROJETOS SOCIAIS PRESENTES

- Instituto Reação

- Pedro Rizzo

- Instituto Kapacidade

- Irmãos Nogueira

AÇÃO SOCIAL

LUTANDO PELO SOCIAL

APRESENTADORES

Rhoodes Lima e Paula Sack foram os mestres de cerimônia do Gracie Pro

A frase “calce suas luvas e vista seu protetor bucal” já se tornou familiar para os fãs brasileiros. O bordão que chama para mais um duelo foi criado por Rhoodes Lima, narrador oficial no Brasil das lutas e locutor oficia do Gracie Pro.

A jornalista carioca Paula Saack mandou super bem na cobertura do evento.